quinta-feira, 24 de março de 2016

Missa dos Santos Óleos e da Unidade emociona participantes em Guarapuava

Ao final da celebração, Dom Wagner pediu orações pelo Padre Salesiano, de Bangalore, na Índia, Tom Uzhunnalil, que foi sequestrado por militantes do Estado Islâmico em Áden, no Iêmen.



Em uma celebração marcante e emocionante, na manhã desta quinta-feira, 24, em Guarapuava, Padres de toda a Diocese fizeram a renovação dos seus votos, momento em que também foram confeccionados os Santos Óleos que serão usados durante todo este ano nas Paróquias e Comunidades da Igreja. A Missa da Unidade como é denominada esta celebração na manhã da Quinta-Feira Santa, é um momento de consagração, perdão, misericórdia e partilha.
A celebração que foi presidida pelo Bispo Diocesano Dom Antônio Wagner da Silva, teve início às 09h30 com a procissão de entrada de todos os Sacerdotes.
Em sua homilia, Dom Wagner destacou o “significado especial” apresentado na Liturgia do dia de hoje. “A presença dos Sacerdotes da nossa Diocese hoje reafirmam seus compromissos para com suas vocações na formação da Igreja. Ao longo destes 50 anos da Diocese, o grupo de Sacerdotes foi tomando corpo, sempre iluminados pelo Espírito Santo em suas funções. A Igreja se fortalece cada vez mais com o trabalho destes Sacerdotes. Hoje somos muitos e estamos a serviço de Deus através da ajuda para com nossos irmãos”, destacou Dom Wagner.
O Bispo também classificou o Ano Extraordinário da Misericórdia instituído pelo Papa Francisco como uma das grandes oportunidades que os Cristãos têm para rever suas vidas e atitudes ante os acontecimentos atuais. “Deus submeteu Jesus Cristo, Seu Filho, aos piores sofrimentos, humilhações e provações. Através deste sofrimento, precisamos tirar a lição de que também somos chamados a contemplar a Misericórdia de Deus e viver suas benesses em comunhão conosco mesmo e com os irmãos”, observou.
Ao final da celebração, Dom Wagner pediu orações pelo Padre Salesiano, de Bangalore, na Índia, Tom Uzhunnalil, que foi sequestrado por militantes do Estado Islâmico em Áden, no Iêmen no último dia 04 de março. Na ocasião, homens armados invadiram a casa pertencente à Congregação Missionárias de Caridade e mataram 16 pessoas, dentre estas, quatro Freiras que lá estavam. Segundo ameaças dos militantes, o Sacerdote será crucificado e morto através de tortura nesta Sexta-Feira Santa, imitando a crucificação de Cristo. “Precisamos rezar para este nosso irmão que está em poder de pessoas que querem matá-lo. Também devemos rezar pelas pessoas que morreram naquele ataque, incluindo as quatro Religiosas que estavam na casa no momento. Algumas informações dão conta de que o Padre está sendo torturado e será morto amanhã, Sexta-Feira Santa. É inaceitável esta barbárie”, sublinhou Dom Wagner.

FOTO: Francisco Carboni / CDC
Fonte: Diopuava

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...