domingo, 16 de agosto de 2015

GT3 e GT4 - MUTICOM


GT3 - Alex, Comunidade São Roque - Boa Ventura de São Roque.
"Basicamente, todas as conversas que ocorreram, o que se saiu é que na rede social você não pode colocar muito a sua opinião, você tem que colocar o trabalho da igreja, usar este meio para divulgação. Inclusive, teve uma pessoa que falou, que deveria ser liberada a senha para várias pessoas para estar postando mais fotos, onde houve uma discussão, pois deve haver uma pessoa responsável, porque muitas vezes alguém posta alguma coisa que não é legal, e isso acaba afetando, pois é uma coisa séria. Na questão dos textos, vai colocar o texto na rede social, sobre a igreja/paróquia, não colocar textos longos, mas sim textos que pessoa tenha vontade de ler, principalmente no Facebook, quando a pessoa vê textos longos, acaba nem "dando bola" mesmo. Outra coisa, é procurar tirar foto de todos na comunidade, e não ficar muito encima das pessoas, pois acaba atrapalhando, pois muitas vezes você acaba ficando muito próximo dos leitores ou do padre e isso os intimida. Então, você tem que divulgar, mas não ficar o tempo todo ali tirando foto, pois tem pessoas que não gostam de ser fotografadas.

Durante essa oficina foi aberto para a comunidade falar, as pessoas trocaram suas experiências e o que eu posso levar para a minha comunidade é que assim, nós não temos PASCOM ainda. Nós estamos agora criando essa PASCOM, e a gente vai levar esses ensinamentos, vamos criar uma página para a comunidade e vamos trabalhar dessa forma, sem expressar nossa opinião e também colocando pessoas da comunidade, valorizando assim pessoas que já estão a um tempo ajudando a igreja, não só colocando padres e divulgando sempre os mesmo. Vamos tentar envolver mais a comunidade, onde muitas vezes a pessoa acaba entrando para ver aquela foto que foi tirada e ás vezes você acaba relacionando mais pessoas nesta mídia, onde é uma mídia que não tem custo e quanto mais pessoas compartilharem, mais serão alcançadas, então vamos praticar desta forma."

GT4 - Nerci Aparecida Guiné, Pastoral Afro-brasileira, Paróquia Santana - Diocese de Guarapuava
"O ponto que mais me marcou foi assim, a questão de se desenvolver tão rápido na mídia, no sentido de comunicação. E também, questões que a gente vê tanto em nossas paróquias/comunidades, de comentários durante a celebração, a maneira também como os músicos se comportam e toda uma metodologia que deveria ser aplicada nas nossas atividades, porque são coisa práticas e que deixam muito mais bonito, mais melodioso o canto. Para mim, foi de valiosa importância, eu que gosto de cantar, trabalho num meio que muitas vezes, eu tenho que coordenar alguns encontros, eu estava precisando disso e de ouvir coisas que façam revitalizar toda a nossa pastoral e também a nossa atividade enquanto leiga, missionária, catequista, católica. 
Foi um sucesso, o mutirão em si, e a ética, que foi o tema principal, nós vamos aprendendo cada vez mais no convívio do dia a dia com cada pessoa, com cada ser humano que encontramos."

GT4 - Marcos Campos - Diocese de Jacarezinho, Paraná.
"O que mais me destacou, foi poder ter esse encontro com o Padre Joãozinho, que é um dos ícones da música católica no Brasil, hoje. A importância, do carinho com a música católica na missa, principalmente. Foi discutido, a presença do música nos show, mas a presença do músico na missa foi muito interessante, porque ele disse que vários músicos de grandes nomes da igreja católica, não cantam mais na missa, e pra mim isso foi um absurdo, porque a missa é a essência do músico cristão e da música católica. Aprendi, que eu tenho que dar mais valor ao meu ministério de música, na minha música, e também dar mais valor a música católica, tentando me profissionalizar mais, me entregar mais, me dedicar mais, para que eu possa ser um bom músico católico." 

Muito obrigada pela contribuição de vocês: Alex, Nerci e Marcos. Todo sucesso para vocês!
Ellen Karolynne
(Coordenadora PASCOM)


Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...