terça-feira, 23 de junho de 2015

A FORÇA DA FAMÍLIA VENCEU...

Sem ideologia de gênero, vereadores aprovam Plano Municipal da Educação

Por 20 votos a 1, ideologia de gênero foi suprimida do Plano Municipal de Educação, que traça as metas para os próximos dez anos na área



Os vereadores de Guarapuava suprimiram a "ideologia de gênero" do Plano Municipal de Educação aprovado nesta segunda-feira (22). Por 20 votos a 1, a maioria foi contrária ao texto que integrava as diretrizes educacionais para a cidade. O plano, que traça as metas do município para os próximos dez anos, ainda teve algumas emendas aprovadas. Do texto foram suprimidos os termos "ideologia de gênero" e "diversidade de gênero". Para essas emendas que retiraram os termos, de autoria do vereador Elcio Melhem (PP), houve apenas um voto contrário, do vereador Geraldo Pacheco (PT). Durante toda a sessão, um grupo de manifestantes acompanhou os discursos e debates em torno da votação.
Os bispos do Paraná, conforme mensagem, expressaram já no último mês de março contrariedade a divulgação e implantação da ideologia de gênero, de modo particular nas Escolas. “ Defendemos os direitos dos pais de serem ouvidos e decidirem sobre os projetos de educação de seus filhos, nas Escolas em que eles estiverem matriculados. Reafirmamos a prioridade da família, fundada no sacramento do matrimônio entre um homem e uma mulher, como escola de valores, educadora da fé e formadora de cidadãos”.
De acordo com artigo de dom Roberto Francisco Ferreira Paz, Bispo de Campos (RJ), as consequências a aplicação na Escola da Ideologia de Gênero deforma a mente infantil introduzindo a dúvida e a confusão a respeito da sua identidade sexual. O dia das mães e dos pais será banido uma vez que são referenciais de meros papéis impostos arbitrariamente, e os pré-adolescentes poderão com a idade de doze anos decidir se querem mudar definitivamente de sexo.

Fonte: Central Cultura de Comunicação.

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...