terça-feira, 12 de março de 2013

Como escolher o novo PAPA.




 Conclave


O Vaticano convoca uma reunião de cardeais da Igreja Católica, chamada de conclave, para escolher o novo papa. O encontro acontece na Capela Sistina e é chefiado pelo cardeal-decano.



Os 209 cardeais juram cumprir as regras para a escolha do novo pontífice. Os representantes com mais de 80 anos não podem votar e deixam o conclave. Segundo a lista do Vaticano, 115 cardeais podem votar.







Cada cardeal escreve o nome do candidato escolhido em uma cédula sob a frase "Escolho como sumo pontífice" e deposita seu voto em uma urna.






 
Os nomes escritos nas cédulas são lidos em voz alta pelo camerlengo e seus três assistentes.

Após o anúncio dos votos, as cédulas são costuradas uma na outra.






É declarado papa aquele que obtiver dois terços mais um dos votos dos cardeais.











Se nenhum cardeal receber os dois terços dos votos, as cédulas são queimadas, uma fumaça preta sai da chaminé da Capela Sistina e a votação é retomada. Se os cardeais não chegarem a um consenso até o quarto dia de votação, uma pausa será feita para oração e diálogo entre os eleitores. A votação reinicia no sexto dia e vai até o 12º. Outras pausas são feitas no sétimo e décimo dia. Após 12 dias e 34 votações, o sistema muda e a escolha passa a ser entre os dois mais votados. No entanto, permanece o quórum de dois terços.





Quando o novo papa é escolhido, uma fumaça branca sai da chaminé como sinal de que a votação chegou ao fim.









Após a escolha, o novo papa é apresentado aos fiéis





Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...