quinta-feira, 2 de agosto de 2012

REUNIÃO EM CASA DE MORADORES NO BAIRRO MORRO ALTO

"Mais que computador, nossos filhos precisam papel higiênico nas escolas"


Pais e professores de escolas municipais de Guarapuava continuam se unindo em busca de alternativas para a compra de produtos de limpeza. Não há detergentes, sabão em pó e muito menos, papel higiênico. Há cerca de 15 dias a REDE SUL DE NOTÍCIAS, já veiculou denúncia feita na Colônia Vitório, no distrito de Entre Rios, onde professores estavam vendendo “maçã do amor” para
 arrecadar dinheiro.
Desde ontem, terca-feira (31) a RSN continua sendo interpelada por pais de alunos que estudam em bairros da cidade e que denunciam a mesma situação. A secretária municipal de Educação, professora Dorotil Casagrande Melhem, entretanto, diz que desconhece essa realidade. Por meio da Assessoria de Comunicação da Prefeitura, a secretária disse que já a compra de produtos de limpeza já foi licitada e que os materiais foram encaminhados às escolas.
Leonilda da Luz Mendes, mãe de um aluno da Escola Municipal Maria de Jesus Taques, no Morro Alto, disse à RSN, que professoras fazem bazar para arrecadar dinheiro para comprar papel higiênico. “E não é só nessa escola, mas converso muito com os jovens, com as crianças e essa situação se repete na Escola Moacir Julio Silvestri, Hildegard Burjan, Silvanira da penha. Estamos pensando em nos organizar e escrever uma carta para o prefeito Fernando Carli para ver se ele olha por nosso bairro, porque estamos abandonados”, disse Leonilda. “Estamos pensando em focar no coração dele porque não é brigando que vamos conseguir alguma coisa. Vamos fazer isso com todos os candidatos a prefeito. Onde se viu uma escola não ter papel higiênico? As crianças precisam pelo menos do que é básico nas escolas”, disse.
“Enquanto o candidato do prefeito  fala em dar computador para crianças e professores não seria melhor prometer que não vai deixar faltar papel higiênico, sabão, sabonete e outros materiais de higiene nas escolas? Por que eles não entram nos banheiros para ver as péssimas condições? Nossos filhos precisam, sim, de computador por causa das pesquisas, mas em primeiro lugar, precisam de dignidade e isso eles não estão tendo. Por que o candidato do prefeito não sugere que em vez de propagandas o dinheiro seja aplicado na compra desses materiais?”, disse Eloina Fagundes em e-mail enviado à RSN. “É uma situação humilhante para nós professores ter que pedir para os alunos trazerem papel higiênico de casa e ainda fazer bazar para arrecadar dinheiro para que a escola não fique imunda e com banheiros sujos e cheiro desagradável”, diz uma professora que pede para não ser identificada com receio de represálias.
Foto/Leonilda da Luz Mendes: "vamos focar no coração deles"

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...