terça-feira, 31 de julho de 2012

Aliança para o Progresso é a coligação com o maior número de candidatas

A participação das mulheres na política de Guarapuava muda de perfil nestas eleições. Ao todo, 51 concorrem a uma das 21 cadeiras na Câmara Municipal de Guarapuava e duas ocupam a vaga de vice-prefeita, Eva Schran (PHS) e Rita Felchak (PSDB). 


Porém, a coligação que mais agrega candidatas é a “Aliança para o progresso”, encabeçada pelo deputado estadual Cesar Filho (PPS). “Cerca de 80 % das candidatas inscritas estão



 na nossa coligação”, comemorou o candidato durante encontro realizado na noite dessa segunda-feira (30). São 31 candidatas inscritas.
A adesão feminina à política e à coligação, segundo Cesar Filho, é uma consequência do trabalho de valorização à mulher. “Temos mulheres muito fortes ao nosso lado, que há muito tempo participam da política”, afirmou referindo-se à sua mãe Cristina Silvestri e pela presidente do PPS, Viviane Siqueira Ribas. “A Viviane há anos preside o PPS em Guarapuava e tem uma participação de peso nas decisões do partido. Minha mãe é a peça fundamental da política em nossa casa. Ela sabe onde estão as principais cabos lideranças nos bairros e nos distritos. Temos também a dona Ione, mulher do ex-vereador Osdival Gomes da Costa e mãe do vereador Nélio e que já participou de sete ou oito campanhas vitoriosas. Temos a Luana (Esteche Korocoski) que é a advogada que vai atender vocês (candidatas).
Agora temos a vereadora Eva Schran que é a nossa candidata a vice”, destacou. De acordo com Cesar Filho, durante todo o processo de escolha de quem ocuparia a chapa majoritária ao seu lado as discussões foram direcionadas para que uma mulher fosse a escolhida. “Sempre quis ter uma visão feminina numa possível administração em Guarapuava. Entendo que uma sociedade é composta por homens e mulheres, mas a política brasileira tem a hegemonia dos homens que decidem também pelas mulheres. Eu quero fazer um governo com um viés igualitário e se formos eleitos a Eva entrará para a história de Guarapuava com a primeira vice-prefeita e eu quero fazer parte dessa história”, afirmou.
O candidato disse também que discorda do sistema de cotas dentro dos partidos. “A participação da mulher na política tem que ser pela sua competência, do tamanho do trabalho de cada uma. Se eleito for, o espaço para as mulheres na equipe será do tamanho da competência de vocês, porque desejo fazer uma administração sem preconceito. Será um novo capítulo na política de Guarapuava”, afirmou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...